"Presença como ar que respiro,
Saudável companhia do calor seu
Amarga a distância que nos separa,
Impossível um aceno, um adeus..."
|Enrico Souza|

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008


Sinto a falta dele
como se me faltasse um dente na frente:
excrucitante.


Um comentário:

Enrico disse...

nem me fale que to até sonhando...

;]